Já que no Pego tivemos que nascer...Somos pegachos até morrer.

Gastronomia

Terra de tradição de bem comer e bem beber, o “bucho” do Pego é a imagem de marca da terra. Diz a tradição que era ao sábado que se matava o porco e em comunidade as pessoas comiam-no, geralmente grelhado, aproveitando ao máximo a sua parte comestível.

q q
Lavagem das tripas
O bucho grelhado

Os segredos não são para revelar, mas do que se pode saber o “bucho” (estômago do porco e tripas) é cozido na água das morcelas para ficar com gosto e servido com rodelas de limão. Vinho tinto e pão completam o petisco que ainda acompanha enchidos (farinheira, morcela, chouriço e moura), febras, entrecosto, orelhas, costelas, coração, língua ou entremeada, tudo grelhado como é tradição.

Existem ainda outra gastronomia pegacha onde se incluem as migas carvoeiras, as migas de couve (migas à Florida), as couves com feijão, bolo amassado, coscorões e arroz doce.

q qq
A entremeada
As migas carvoeiras

As "Quartas Feiras Gastronómicas" do Pego continuam a atrair centenas de visitantes.

 
  • Como ir - de carro a melhor maneira de chegar ao Pego é ir na direcção de Abrantes através da A23, a que se tem fácil acesso pela A1 no nó de Torres Novas. O Transporte público está assegurado pelo comboio (CP) ou de autocarro.
  • O que visitar - Igreja Paroquial de Santa Luzia, Capela do Senhor dos Aflitos e as casas tipicas.
  • Onde Comer (pratos tipicos)
  • - Ti Pedro
  • - Claudino
  • - Pechalha
  • - O Bento
  • Especialidades - Enchidos, bucho e tripa, orelha, febras, entrecosto, coração, lingua e entremeada.
  • Outra Gastronomia Pegacha - Migas Carvoeiras, Migas de Couve, Couves com Feijão, Bolo Amassado, Coscorões, Arroz Doce, etc.